Quando o casamento está muito longe: sobre o namoro à distância

por Marshall Seagal – original aqui.

As pessoas estão buscando o casamento de mais formas do que nunca. Com os desenvolvimentos em tecnologia e comunicação, o namoro também está mudando. Os alvos e princípios para o namoro permanecem os mesmos, mas às vezes os protagonistas estão longe, encontrando-se através de websites, como o eHarmony, de mídias sociais, como o Facebok, ou através de redes de amigos de longa distância.

Minha esposa e eu namoramos à distância por dois anos — 3.000 quilômetros e dois fusos horários de separação.

Qualquer casal que namora — sejam vizinhos ou galãs internacionais — deveria buscar clareza e adiar a intimidade. O grande prêmio no casamento é a intimidade centrada em Cristo; o grande prêmio no namoro é a clareza centrada em Cristo. Nós fazemos bem em tomar decisões no namoro com tal realidade em mente. Entretanto, uma vez que relacionamentos à distância trazem desafios especiais, eles requerem sabedoria especial.

Namoro à distância é o pior

Se você tem amigos que namoraram à distância, você tem amigos que reclamaram de namorar à distância. No namoro à distância você não terá o “tempo junto” de todo dia que os relacionamentos de pessoas na mesma cidade terão — menos noites fora, menos passeios para resolver demandas conjuntamente, menos tempo com os amigos mútuos, menos experiências compartilhadas que parecem a vida normal. É difícil porque você quer estar com a pessoa, mas também torna o discernimento especialmente difícil.

Namoros à distância não parecerão tão reais quanto os namoros na mesma cidade. Vocês se conectam nas brechas da vida, normalmente conversando após toda a ação do dia. Você está tentando fazer as manchetes — animadoras ou desencorajadoras — parecer reais para o seu namorado ou namorada, mas, por mais que ele/ela se importe com você, não está lá.

Como você pode desenvolver clareza na vida diária com ele/ela pelo resto de seus dias se nunca consegue experimentar a vida diária no namoro? A integração parcial de um namorado ou namorada em sua vida é inegavelmente útil para imaginar o que a integração completa pode ser.

Namoro à distância é o melhor

Dito isso, eu gostaria que todos pudessem namorar à distância. Não estou, de modo algum, me manifestando contra uniões na mesma cidade, mas estou recomendando o namoro à distância em qualquer momento que Deus conectar os pontos, especialmente em nossos dias. Os custos foram reais e sentidos por nós, mas os benefícios, especialmente para cristãos, são reais e duradouros.

Se você tem amigos com namoros da mesma cidade, você provavelmente tem amigos que têm lutado com a impureza sexual. Pode não ser a batalha de todo casal, mas qualquer um trabalhando em aconselhamento pré-marital dirá que isso é extremamente prevalecente. O namoro à distância não elimina a tentação nessa área (presumivelmente vocês passam pelo menos alguns fins de semanas em uma mesma cidade), mas a limita tremendamente. Muita energia nas “atrações de mesma cidade” é gasta na luta diária para segurar os impulsos de intimidade sexual (o sexo é a correta conclusão de todo namoro cristão, quando o namoro termina em casamento). Tal luta é muito mais focalizada e ocasional quando o namoro é à distância. Em uma era na qual a imoralidade sexual é liberada, celebrada, e até legislada, tais benefícios não poderiam ser melhores.

Outra grande bênção do namoro à distância é a comunicação forçada. Em tais relacionamentos, “passar tempo juntos” significa falar ao telefone. Isso remove as necessidades de se embelezar para impressionar um ao outro. Elimina as muitas noites de apenas assistir televisão ou filmes. Você de fato conversa — e conversa, e conversa.

Se a clareza é o seu alvo compartilhado no namoro, e se a comunicação saudável é uma prioridade para o seu casamento (e deveria ser), então não há nada melhor para vocês fazerem juntos do que apenas conversar.

Dicas para a distância

Da minha experiência, e de conversar com muitos outros que recentemente namoraram à distância, aqui vão três conselhos para os que buscam a clareza em direção ao casamento.

1. Sejam mais céticos em relação aos seus sentimentos

O namoro à distância é mais fácil de algumas maneiras (menos intrusivo e frequentemente menos exigente no dia a dia). Mas isso não deveria fazer os cristãos relaxarem no namoro, porque existe muito em questão. Ironicamente, nós precisamos ser mais intencionais e vigilantes. Ao buscar um casamento entre pecadores, fique atento a qualquer coisa que venha fácil demais.

Vocês provavelmente irão aprender mais fatos, um sobre o outro, do que iriam se morassem na mesma cidade, porque conversam mais. Mas também é mais fácil esconder as coisas. No namoro de mesma cidade, vocês provavelmente veriam coisas um do outro que não admitiriam prontamente ao telefone. Se vocês casarem, perceberão que não conheciam um ao outro tão bem quanto pensavam.

Meu conselho: seja mais devagar em declarar clareza sobre o futuro em um relacionamento à distância. Os obstáculos deveriam nos preservar de apressarmos a decisão de casar. Seja cético quanto à euforia romântica que você sente após um mês de conversas tarde da noite, ou após o seu primeiro fim de semana juntos como casal. Dê a vocês mais tempo para se conhecer. Planejem viagens para passar tempo com as pessoas na vida um do outro. Sejam honestos quanto às limitações da tecnologia — por melhor que seja a tecnologia para o namoro — em desenvolver um relacionamento e discernir a prontidão de cada um para casar.

2. Esforcem-se mais para conhecer os amigos uns dos outros

A comunidade é absoluta e inegavelmente importante no namoro cristão (ou em qualquer outra vocação na vida). Assim como em qualquer outra área de sua vida cristã, você precisa do corpo de Cristo enquanto pensa em quem namorar, como namorar, e quando casar. Se você está decidindo como servir, onde trabalhar, ou com quem casar sem os irmãos e irmãs cristãs ajudando a tomar tais decisões, você está fazendo isso de maneira tola (Hebreus 3.12–13; Provérbios 3.5). Uma parte essencial dos meios de Deus para confirmar os desejos de nosso coração — para confirmar o que o Espírito está fazendo em nós e em nossos relacionamentos — é a igreja, a comunidade dos crentes em nossa vida.

O namoro à distância realmente complica essa dinâmica no namoro. As pessoas já são relutantes em sair de sua rota para incluir outras pessoas em sua vida amorosa, mesmo em um relacionamento de mesma cidade. É inconveniente, mas é também crucial. E é muito mais desafiador quando a sua rede de amigos está a milhas e milhas de distância.

Seja criativo e “namore” algumas pessoas que fazem parte da vida um do outro também — não necessariamente um por um, mas se esforce para conhecê-las e ser conhecido por elas. Alguém que ame vocês e Jesus deveria conhecer vocês (individualmente e como casal) bem o suficiente para concordar com vocês que deveriam se casar. Priorize e inicie isso em seu namoro à distância.

3. Não pensem que vocês não precisam de limites

Os limites são importantes em qualquer relacionamento “ainda-não-casados”, porque Deus os ama e quer o melhor para vocês. Ele não os criou para entregarem o coração irresponsavelmente sem uma aliança. Enquanto os mergulhos espontâneos em intimidade parecem ótimos nos filmes “melosos”, e parecem maravilhosos no momento, eles produzem vergonha, arrependimento, desconfiança e vazio. Limites são necessários porque, no caminho do casamento e sua consumação, o apetite por intimidade apenas cresce se você alimentá-lo.

A distância não remove a tentação sexual. Na verdade, para muitos, a tentação sexual será mais forte quando estiverem juntos. Nós, de maneira tola, tentamos compensar todo o tempo em que estivemos separados fisicamente, como se devêssemos algo um ao outro. Previnam-se quanto a isso, e conversem, antes da viagem, sobre como vocês evitarão a tentação e a confrontarão quando ela surgir. Também, fiquem alertas quanto às tentativas de experimentar intimidade sexual juntos através da tecnologia. Imagens e palavras podem ser tão perigosas ao nosso coração quanto o toque.

Os limites, entretanto, não são apenas para nos guardar da imoralidade sexual. Limites edificam a confiança. Quando definimos padrões claros e expectativas no namoro, e então preenchemos tais padrões e expectativas, estamos dizendo que faremos o mesmo no casamento. Isso é verdade na pureza sexual e em centenas de outras formas.

Outras perguntas para fazermos a nós mesmos sobre limites incluem:

• Com que frequência é saudável conversar?
• Por quanto tempo é saudável conversar a cada noite?
• Que tipos de conversas deveríamos ter a cada estágio do relacionamento?
• Quando é amável dizer “eu te amo”?
• Quando é seguro falar sobre casamento? Como nós nos protegeremos um ao outro ao falar sobre casamento?
• Com que frequência devemos visitar um ao outro?
• Como protegeremos nossa pureza durante esses pequenos, e frequentemente mais românticos, dias juntos?

Ao lidar com essas e outras questões em antecipação, vocês sacrificarão um pouco da adrenalina da espontaneidade, mas também protegerão um ao outro no namoro, e vocês cultivarão o tesouro da confiança.

Com paciência, vocês preservarão e multiplicarão os seus prazeres no casamento. A espontaneidade é um sabor importante no namoro e no casamento, mas o casamento é alimentado por fidelidade e confiança, e não pela surpresa. Definam alguns limites reais e objetivos, mesmo que pareçam arbitrários em princípio, e sigam em frente, juntos.

Uma resposta em “Quando o casamento está muito longe: sobre o namoro à distância

  1. Olá, queridos. Muito interessante o texto!

    Valeu muito a pena ler. Bem esclarecedor, principalmente vindo de pessoas que já tiveram experiência com isso. Sem dúvida é edificante na aplicação pessoal e para aconselhamento de outros.

    Grande abraço e sigam com as postagens no blog. Já repassei para outras pessoas! rs

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s